“100 expressões de Marketing que você precisa conhecer ainda em 2020 (e estar preparado em 2021)”

Se você acha que entende de marketing, veja esse artigo e tire suas conclusões sobre isso. Menos de 60, pode ter certeza que seu marketing está longe do ideal

O que você conhece de marketing? Já fez alguma faculdade, algum curso, ou contratou alguma agência ou consultor de marketing para seu negócio? E o que aprendeu com isso?


Se você ainda tem o pensamento de que marketing é comunicar seus produtos e serviços, como se eles fossem a solução para o mundo, você está enganado (a).


Cada vez mais surgem novos temas e expressões, aliado a evolução da área, como Growth Hacking, Growth Marketing e Ágile Marketing, que vão cada vez mais criando terreno para um marketing no futuro que unirá dados e criatividade, razão e emoção.


Apresento nesse artigo 100 expressões de marketing atuais e para o futuro – e que poderiam ser muito mais de 100 – para que você identifique seu nível de conhecimento de marketing em 2020.


Se acertar mais de 80, parabéns, você está atualizado.


Entre 60 e 80, você está no caminho certo, mas fique de olho


Se for menos de 60 até 40, seu marketing pode estar longe do ideal e você precisa reagir

Se for menos de 40, você pode estar perdendo grande oportunidades para sua marca e precisa se atualizar.





Vamos a elas:


· 5 Forças de Porter – Análise mercadológica de forças do mercado, como concorrentes, barganha de fornecedores, barganha de consumidores, produtos substitutos e novos entrantes do mercado.

· Análise SWOT – Análise mercadológica de microambiente, identificando forças e fraquezas de empresas, junto com ameaças e oportunidades de mercado

· Aprendizagem Validada - É quando feedback e resultados se mostram determinantes para evolução de produtos e serviços, e devem ser aplicados para o crescimento das marcas

· Backlink - Links oferecidos por outros sites para seu site, aumentando seu reconhecimento e seu ranqueamento nos sites de busca, como o Google

· Big Data - É o termo que descreve a análise e interpretação de grande volume de dados – estruturados e não estruturados – que impactam os negócios diariamente

· Bot - Diminutivo de robot, também conhecido como Internet bot ou web robot, é uma aplicação de software concebido para simular ações humanas repetidas, como por exemplo chats de conversa em sites e redes sociais.

· Branding - É o grupo de atos alinhados ao posicionamento, finalidade e valores da marca. Busca despertar sensações e designar conexões conscientes e inconscientes, que serão decisivas para que o cliente escolha a sua marca.

· Business Model Canvas - É uma ferramenta de gerenciamento estratégico, que permite desenvolver e esboçar modelos de planos de negócios de forma enxuta e direta, em 11 categorias, mas igualmente fundamentais para empresas.

· Call to Action – Ou chamada para ação, são as iniciativas de marcas nas redes sociais para que o cliente tome uma ação, como curtir, comentar compartilhar e outros, solicitados em textos de anúncios e postagens.

· Ciclo Econômico e Ciclo Financeiro – São os ciclos de gestão financeira, no qual o Ciclo econômico começa com as compras de insumos para fabricação de produtos e termina com as vendas de produtos acabados e o Ciclo financeiro começa com o pagamento total dos fornecedores de insumos e termina com o recebimento total dos clientes.

· Conjunto Evocado e Conjunto de Consideração – São as categorizações de lembrança e de compra de consumidores, no qual o Conjunto Evocado são as marcas de lembrança e referência de produtos e serviços (Ex. Chevrolet, Volks, Fiat, Renault, Peugeot, Citroen, etc) e o Conjunto de Consideração são as marcas do conjunto evocado que o a pessoa considera comprar (Ex. Volks, Fiat e Chevrolet).

· Consumer Trend Canvas - Ferramenta da análise mercadológica que fornece insights sobre o que os consumidores querem e como uma empresa pode responder às tendências usando possibilidades de inovação

· Consumidor Pós-demográfico – Modelos de consumidores futuristas que são categorizados pelo cruzamento de dados e informações que vão além das informações demográficas, psicossociais e comportamentais, criando novos modelos de abordagem para os mesmos.

· Coort - É um conjunto de pessoas que tem em comum um evento que se deu no mesmo período, como por exemplo, um coort de pessoas que nasceram entre 1960 e 1970, muito usado para análise dados digitais, principalmente no Google Analytics.

· Core Business – É o “coração” da empresa e o motivo dela existir, ou seja, a parte central de um negócio ou de uma área de negócios, e que é comumente definido em colocação da estratégia dessa empresa para o mercado.

· CPC – Custo por clique, é a definição dos valores monetários que uma empresa paga pelo clique de um consumidor online, podendo ser definido por palavra que consta em seu Ads (Anúncio)

· CRM – Consumer Relationship Management, ou gestão do relacionamento com o consumidor, é um modelo do marketing de relacionamento utilizado para interação e relação com clientes através de dados e informações e que criam novas oportunidades de negócios.

· Crossmedia - Vem do inglês e significa “cruzar” – ou “atravessar” – a mídia, ou seja, levar o conteúdo além de um meio apenas. O conteúdo (a mensagem) é distribuído através de diferentes mídias (o meio) para atingir o público (o receptor), mas tudo isso acontece sem que a mensagem tenha qualquer alteração de um meio para o outro. O sentido básico deste termo é que uma pessoa possa acessar o mesmo conteúdo por diferentes meios.

· Cross-sell – Ou venda cruzada, é um modelo de venda complementar no momento de uma oferta, buscando aumentar o ticket médio, como por exemplo, você compra um combo de fast food e te oferecem um sorvete como “venda cruzada”.

· Crowdfunding - Ações de financiamento coletivo para algum evento, produto ou serviço que geralmente tenha um preço alto ou esteja precisando de investimento para seu lançamento.

· Crowdsourcing - um modelo de produção que utiliza a inteligência e os conhecimentos coletivos e voluntários espalhados pela internet para resolver problemas, criar conteúdo e soluções ou desenvolver novas tecnologias

· Curva ABC - A curva de experiência ABC é um método de categorização de estoques, cujo objetivo é determinar quais são os produtos mais importantes de uma empresa, sendo 20% os que mais vendem, 30% os medianos e 50% os que vendem menos.

· Custowner - Termo nascido da combinação das palavras “customer” (cliente) e “owner” (proprietário), é utilizado para denominar um novo tipo de consumidor entusiasta e ativo que não se limita a consumir passivamente e que investe nas marcas que consome. Simultaneamente é consumidor e "proprietário" das marcas.

· Data Mining – Ou mineração de dados, é o processo de análise de dados de empresas, mercados e outros, que ajudam a descobrir oportunidades através das informações encontradas, muitas delas por esses cruzamentos de dados. É como descobrir que cerveja e carne vendem mais nas sextas ou que segunda é o dia com maior frequência em academias.

· Design Thinking – O processo consiste em mapear e mesclar a experiência cultural, a visão de mundo e os processos inseridos na vida dos indivíduos, no intuito de obter uma visão mais completa na solução de problemas e, dessa forma, melhor identificar as barreiras e gerar alternativas viáveis para transpô-las, através dos produtos e serviços.

· Downsizing - Redução na estrutura da empresa, incluindo a diminuição de funcionários. A longo prazo, espera-se que revitalize a empresa com a expansão do seu mercado, desenvolva melhores produtos e serviços, melhore o moral dos funcionários, modernize a empresa e principalmente, a mantenha enxuta

· Drip Marketing – ou Marketing de gotejamento, é um processo utilizado para automatizar a estratégia de comunicação e relacionamento com os clientes. Objetivando não incomodar o cliente com inúmeras ofertas eventuais, a empresa cria e envia uma sequência estruturada e planejada de e-mails e postagens, como se fossem “capítulos” de sua campanha.

· ECR (Efficient Consumer Response) - Resposta Eficiente ao Consumidor consiste numa tática empregada principalmente per empresas em que os distribuidores e fornecedores trabalham em conjunto para acomodar maior valor ao consumidor final. É um trabalho de logística que envolve registrar as saídas no caixa e a informação avisar estoque e fornecedores ao mesmo tempo, criando um modelo de antecipação para que não faltem produtos nas gôndolas.

· Elasticidade Preço Demanda - Quanto seus consumidores são sensíveis ao aumento ou diminuição do preço de seu produto ou serviço. Se um produto diminui suas vendas quando aumenta o preço, ele é um produto elástico, caso contrário, ele é um produto inelástico em relação a demanda. Exemplo plano de sócios para clubes (elástico) e gasolina (inelástico).

· Empowerment – Ou empoderamento, é um modelo de gestão de pessoas que busca dar mais autonomia a funcionários, lhe dando “poder” para resolver situações, conflitos, em troca de uma maior responsabilidade e concentração de tarefas de maior responsabilidade para a alta gerência.

· End Effect – Ou Efeito final, é o efeito psicológico em que as situações em relação a uma marca tendem a ser analisadas pela última ação apresentada ao consumidor, ou seja, tudo que uma marca construiu, certo ou errado, vai ser analisado pelo cliente através da última interação com seus produtos ou serviços, sendo de forma positiva ou negativa.

· Excedente do Consumidor – Em uma compra, excedente do consumidor é o dinheiro que está na mão do cliente, mas deveria estar com a empresa que o vendeu algum produto ou serviço. É quando o consumidor sai com um valor definido para gastar, mas gasta menos do que isso. Essa margem é chamada de excedente do consumidor.

· Feedback Driven Growth - Crescimento impulsionado por feedback. Essencialmente é um modelo usando o feedback do usuário para encontrar o que de seu produto encanta as pessoas e o os pontos problemáticos os usuários têm que você pode resolver melhor.

· Focus Group – Ou grupo de foco, é um modelo de pesquisa qualitativa que envolve uma reunião gravada com consumidores distintos, feita por um moderador, com objetivo de lançar, avaliar ou comparar um produto.

· Fricção de Produto - Quando você prepara um produto ou serviços antevendo o que seu cliente precisará. Um exemplo, é um carrinho de controle remoto que levam baterias, no qual a criança que o recebe no Natal, só poderá utilizá-lo no próximo dia útil, se for de faço acesso a compra das mesmas. Esse hiato entre ganhar e utilizar é a fricção de produto não pensada.

· Gamification – Ou Gamificação, é a aplicação de elementos e mecânicas de jogos em outros contextos, como pro exemplo, ambientes empresariais onde são utilizados para treinar e/ou motivar os funcionários.

· GAP de Serviço – São os 5 hiatos qualidade em serviços, que são conhecimento das necessidades de mercado, criação de padrões errados, entrega fora dos padrões, comunicação não cumprida e percepção da expectativa do consumidor aquém do esperado.

· Gimmick - Item gerador de impacto, geralmente tridimensional, inserido em uma mala direta. Qualquer truque ou efeito que faz com que determinado anúncio, programa ou texto se destaque dos demais.

· Growth Hacking - Modelo de gestão e marketing que explora o crescimento rápido de empresas, principalmente startups, através de modelos enxutos e que se baseiam hipóteses, testes e outros, com grande ênfase para estudos comportamentais.

· Hangover Shopper – Ou comprador de ressaca, é o comprador que espera para comprar após datas comemorativas ou promoções, geralmente na semana seguinte, como por exemplo, pessoas que compram ovos de páscoa mais barato após o domingo de feriado da mesma.

· IA – Inteligência Artificial é um modelo que utilizam softwares, aplicativos e outros para simular o pensamento humano e através da automação, administrar melhor o tempo e a precisão de tarefas de uma empresa. Podem ser chats, bot’s auto postagem e outras ferramentas que fazem a empresa estar com maior presença junto a todos os seus clientes.

· Inbound Marketing – Ou marketing de atração, é um modelo que utiliza um conjunto de estratégias mercadológicas que visam atrair e converter clientes através conteúdo relevante, como artigos, infográficos, vídeos, podcasts e outros.

· Intrapreneur – É o empreendedor interno de empresas. Vários modelos de gestão exploram a criatividade e o faro empreendedor de seus funcionários para crescimento das mesmas, utilizando um modelo colaborativo e de recompensa.

· JIT (Just in Time) - É um modelo de gestão, focado na logística de insumos, criado pela Toyota e que significa literalmente “na hora certa” ou "momento certo. A gestão é feita por "puxar" o processo do serviço, ao invés de "empurrar", fazendo com que os estoques trabalhem no limite programado e cada tarefa só comece de acordo com o término da anterior. Muito utilizado em empresas enxutas.

· JTBD - Jobs To Be Done - Trabalhos para serem feitos. São os trabalhos de uma empresa, baseado no mapeamento de necessidades, que criam novos produtos, ofertas e serviços, totalmente pensado em facilitar a vida dos consumidores.

· KPI - Key Performance Indicator ou Indicadores-Chave de Desempenho. São as métricas que as empresas determinam como fundamentais para avaliar um processo de sua gestão, como por exemplo, vendas, devoluções, conversões, upgrades e outros, de acordo com cada organização.

· Link Building – Técnica de otimização de serviços de busca, no qual links oferecidos por outros sites para seu site, garantem uma melhor colocação do mesmo no ranqueamento em relação a concorrência. Podem ser de forma espontânea ou combinada, mas importando o fato de que seu site é uma referência para determinado assunto.

· Loop Giveaway – Modelo de concurso para redes sociais no qual marcas fazem posts combinados e o consumidor deve executar as tarefas do post de cada perfil, até que volte ao perfil inicial e assim, possa participar da premiação, geralmente com itens de cada marca participante. São tarefas como curta, compartilhe, comente, marque alguém e outros.

· Machine Learning - Ou aprendizado de máquina, é uma metodologia de análise de dados que automatiza a construção de funções, principalmente no campo da tecnologia da informação, que simulam o pensamento humano. É um campo de estudo que dá aos computadores a agilidade de aprender sem serem explicitamente programados, para criar melhores experiências e ações de marketing para consumidores.

· Mainstream – Produto mais comum e convencional. É o produto de mais fácil acesso, mais conhecimento, uso e outros fatores, que geralmente se classificam como produtos-chaves para empresas manterem suas operações, sejam por lucro ou fatia de mercado.

· Margem de Contribuição - É o dinheiro que sobra de venda de um produto, após retirar seu gasto unitário (Custo variável + despesa variável). Da margem de contribuição se paga os gastos fixos (Custo fixo + despesa fixa) e o que sobrar é o lucro da empresa.

· Marketing de Guerrilha – Modelo de ações de marketing criado por Jay Conrad Levinson, no qual a tática empregada pelas empresas, visa promover produtos e serviços de forma pouco convencional. É uma tática diferenciada, feita para criar uma experiência inesquecível no cliente.

· Matriz ADL - Ou Matriz do Ciclo de Vida do Produto, identifica em qual situação se encontram produtos ou serviços das empresas. As premissas buscam mostrar se o produto se encontra no nascimento, crescimento, maturidade e declínio, criando atuações dos gestores para cada situação, que podem ser investimento, alterações, eliminação do portfólio e outros.

· Matriz BCG – Matriz da Boston Consulting Group que analisa o ciclo dos produtos em cada portfólio, definindo os como estrela (produtos de destaque), interrogação (lançamentos), vaca leiteira (produtos que vendem para ajudar no caixa) e cachorro ou abacaxi (produtos que vendem pouco e devem receber alguma ação, como relançamento ou eliminação.

· Matriz de Ansoff – Matriz que analisa lançamento de produtos e serviços, determinando qual tática terão junto ao mercado, se de penetração, diversificação, desenvolvimento de produto ou desenvolvimento de mercado, dependendo de qual situação se encontra o projeto junto a o que a concorrência oferece.

· MDP - Mínimo Desejável Produto é a experiência mais simples necessário provar um alto valor, satisfazendo experiência com o produto para os usuários, independente da viabilidade do negócio. Para construir um MDP, você terá que realmente entregar o núcleo de uma experiência de produto, de modo que seus clientes possam fazer uma avaliação completa do mesmo.

· Member Get Member – Ações de marketing que se baseiam em indicação de membros, que ganham desconto por esta oferta em troca de trazer novos clientes para as marcas. É o modelo de indicação de um para um, diminuindo o investimento em anúncios em troca de desconto para ambas as partes, indicador e indicado.

· Memorabilia – É qualquer coisa com valor muito baixou ou nenhum valor, mas que, por ter pertencido a alguém especial (normalmente celebridades) ou por estar relacionado a fatos históricos, atinge preços astronômicos em leilões.

· Métricas de Vaidade – São métricas de marketing que não se mensuram em resultados significativos para uma empresa, mas apenas exibem números que demonstram um “alcance vaidoso”. Um exemplo, são marcas que buscam curtidas ou seguidores nas redes sociais, sendo que os mesmos não se convertem em vendas ou cadastros nos pontos de vendas.

· Métricas Piratas – Funil de Growth Hacking que analisa etapas do relacionamento do cliente, sendo elas aquisição, ativação, retenção, receita e recomendação.

· Micromarketing – É o marketing miniaturizado, feito para pequenos nichos de mercado. São ações que buscam atender um típico específico de mercado e conquistar o máximo possível de atenção e preferência do mesmo.

· MVP – Mínimo Viável Produto é aquele produto que tem apenas os recursos (e não mais) que permite que você envie um benefício que ressoe bem para adotantes iniciais, nos quais aqueles irão de pagar com feedback de avaliação ou com valores que cumpram no mínimo seu investimento. Serve para testar se o produto merece ou não um maior investimento.

· Necessidade de capital de giro - Necessidade de capital de giro, é o valor necessário para que o Ativo Operacional (Contas a receber, estoques) paguem o Passivo Operacional (Fornecedores, Contas a pagar). Em resumo, é toda parte financeira responsáveis pelo cotidiano da empresa e permitir que ela funcione.

· Newsjacking - Refere-se à prática de capitalizar a popularidade de uma notícia para amplificar o sucesso de vendas e marketing. É o ato de criar ações com assuntos do momento, utilizando principalmente do humor para vender com as novidades.

· Newsletter - É uma comunicação regular e periódica enviada para clientes e clientes potenciais da empresa, oferecendo conteúdo sobre assunto específico juntamente com ofertas de produtos e serviços, sendo muito comuns em envio de e-mails.

· North Star Metric - A Métrica Estrela do Norte (North Star Metric) é um conceito poderoso que surgiu nos últimos anos de empresas do Vale do Silício com crescimento gradual. Ela ajuda as equipes a irem além de impulsionar o crescimento superficial, focar na geração de crescimento de clientes retidos a longo prazo. É a métrica mais importante de uma empresa e base para que uma empresa busque evoluir.

· NPS (Net Promoter Score) – Ferramenta de análise de indicação de clientes a outros. Questiona através de uma escala se clientes da base fariam indicações da marca em questão para outras pessoas, identificando três tipos de clientes: Detratores (0-6), Passivos (7-8) e Promotores (9-10)

· OKR - Objectives and Key Results = Objetivos e Resultados principais. Simplificando, é um quadro para estabelecer metas ambiciosas e rastrear o progresso, sendo sempre ambicioso, público e mensurável. Inventado pela Intel e utilizado em grandes empresas.

· Omni-channel - Conhecido como multicanais. Não há mais diferenças entre loja física ou virtual. O cliente conhece o produto na loja, compra pela internet, e vice-versa. O consumidor de hoje é multicanal e compra em diversos canais no momento que for mais conveniente e prático para ele.

· Onboarding Marketing – É uma Implementação Orientada para conduzir um cliente novo no uso de seu produto, de maneira que elimine de seu caminho possíveis empecilhos como configurações técnicas e possa alcançar algum resultado em sua primeira experiência, criando um primeiro momento de valor.

· On-the-go - É um termo do marketing que significa "ponto-a-ponto" (tradução livre e errada). Refere-se ao consumo durante os deslocamentos entre a casa e o trabalho, entre o trabalho e a escola. Possibilita o lançamento de produtos com embalagens especialmente preparadas para consumo rápido no deslocamento

· Open Loops – Ou Loopings de abertura, são entradas dentro do e-mail que criam chamadas para abrir links externos, sem que informe o que fala, podendo ser explícitos com o link dentro do texto ou indiretos através de palavras destacadas e sublinhadas.

· PDCA – Ferramenta de análise que criam um ciclo para lançamento de produtos, serviços, campanhas e outros. Se define em planejar, executar, checar e agir para corrigir ou melhorar a ação.

· Personas – Modelo de criação de públicos exclusivos, simulando um cliente e seus gostos, que vão desde demográficos até comportamentais. A definição cria uma pessoa com suas características e a empresa busca como irá abordá-la ou criar soluções para mesma, diminuindo o investimento em ações “no escuro” para busca de clientes.

· Phygital - Fusão entre o físico e o digital. Refere-se ao novo método para levar as experiências digitais ao mundo real, no qual começam em um e terminam no outro.

· Pivotar - A palavra pivô é usada incorretamente como sinônimo de mudança. Um pivô é um tipo específico de mudança, projetado para testar uma nova hipótese fundamental a respeito do produto, do modelo de negócios e do motor de crescimento. É um modelo em que as empresas mudam seu rumo quando já não existe motivo para investir dinheiro e tempo em algo que não se projeta futuro algum.

· Ponto de Equilíbrio - É descobrir a receita quando o custo é zero. Quando empresas acham o equilíbrio de produtos ou de sua gestão e começam a prever que os ganhos após este valor, são considerados lucro.

· Postponement – Ou postergação, no qual o objetivo é deixar o mais pra frente possível a montagem do produto ou entrega do serviço, como o McDonald’s faz com seus sanduiches semiprontos e aquecidos.

· Preço de Reserva - É o máximo que o cliente está disposto a pagar por um produto ou serviço. É o valor que o consumidor se predispõe a pagar em um produto ou serviço, baseado em suas crenças, análise mercado ou valores disponíveis para a compra.

· Presumer - Este conceito nasceu da fusão das palavras "pre” e “consumer”. Serve para descrever um novo tipo de consumidor que se envolve nos produtos e serviços que compra antes de sua criação.

· Prosumer - Fusão das palavras “professional” (profissional) e “consumer” (consumidor). O "prosumidor" é um consumidor que investiga o mercado de forma muito eficiente, criando conteúdo para as marcas, desde artigos até pesquisas, sendo na maioria das vezes de forma espontânea.

· Rapport – É a capacidade de entrar no mundo de alguém, fazê-lo sentir que você o entende e que vocês têm um forte laço em comum. É uma técnica usada pelas marcas para criar uma ligação de sintonia e empatia com outra pessoa

· Referral Marketing – Marketing baseado em indicação de referências das pessoas, através de experiências próprias com a marca ou de pessoas que tiveram contato com as mesmas, sendo consumidor ou colaborador. É um modelo de marketing boca-a-boca.

· Ruptura de Produto - Falta de produto na gondola. Causada por problemas de logística e gestão de estoque. Ruptura gera experimentação de outros produtos e consequentemente chances de perda de mercado.

· Saltos de fé - São as perguntas e questionamentos sobre o que você tem que fazer e/ou passar para sair de seu estado atual e chegar ao seu objetivo. É aquilo que você vai se arriscar para alcançar seu sucesso, baseado em suas crenças e informações externas.

· Sampling - Distribuição de amostras grátis. A ação de dar amostras de produtos e serviços para experimentação.

· Sell-in e Sell-out: É a introdução do produto no ponto de venda e a venda do produto pelo ponto de venda. Um se baseia em disponibilizar o produto para compra e o outro é a saída do mesmo do ponto de venda.

· SEO e SEM: Um é a optimização dos mecanismos de busca das marcas, através de conteúdo e informações que se baseiem na experiência de buscas dos consumidores, já o outro, é utilizar desta mesma simulação de busca, só que de forma paga, através de anúncios e investimento em palavras-chaves procuradas.

· Shout Out – É o ato de pagar pessoas para promover sua marca, geralmente usando o produto, sendo acordado em dinheiro, descontos, produtos gratuitos ou amostras, entre outros.

· Showrooming - O consumidor faz esta ação quando vai aos pontos de venda físicos de uma marca para experimentar os produtos e depois comprar online por preços menores

· Skyscraper Technique - A técnica do arranha-céus é uma técnica dirigida para o link building. Baseia-se em encontrar um pedaço de conteúdo em seu nicho que já é popular e bem recebido e procurar maneiras criativas e únicas de criar conteúdo melhor com uma mensagem semelhante.

· Squeeze Page - É o modelo de Landing Page focado na captação de e-mails. São pop-ups de sites que buscam oferecer alguma recompensa por seu e-mail, geralmente para utilizá-lo em campanhas de e-mail.

· Stakeholder – São os atores que tem relação com as marcas, sendo eles desde o público interno (funcionários, passando pelo público externo (fornecedores e clientes) e chegando até público não relacionados diretamente (governo).

· Switchers - Consumidores que não têm qualquer lealdade às marcas. São consumidores que tem gosto por marcas, mas por qualquer motivo comum, podem deixar de comprar e investir seu dinheiro em marcas concorrentes.

· Testes A/B – Modelo de testes que busca no mínimo duas opções para o mercado, os quais serão utilizados como dados comportamentais para lançamento de produtos e serviços, de acordo com resultados mais satisfatórios, em pequenos públicos com as mesmas características.

· Tie In - É um produto autorizado baseado numa propriedade de mídia que uma companhia libera, tal como um filme ou de vídeo/dvd, jogo de computador, vídeo game, série de programa/televisão de televisão, jogo de tabuleiro, website, jogo de papel-jogando ou propriedade literária, geralmente utilizados em campanhas de merchandising.

· Trade Marketing - É uma tática que agencia o contato entre o consumidor final e o fabricante por meio de distribuidores parceiros. Seu alvo é aumentar as vendas seguindo o crescimento do mercado e a alteração de hábitos dos clientes, criando uma visão holística desde contato com fornecedores até o pós-venda.

· Transmedia - Significa “além da” mídia, ou seja, o conteúdo sobressai a mídia. Na prática, significa que as diferentes mídias (os meios) irão transmitir diferentes conteúdos (as mensagens) para o público (o receptor), mas de forma que os diferentes meios se complementem. Se o receptor utilizar apenas um dos meios, vai ter apenas a mensagem parcial.

· Up-sell – É uma estratégia de venda na qual um vendedor ou um site sugere um adicional para o produto ou serviço que está sendo comprado, como por exemplo, oferecer um produto tamanho grande ao invés do médio, por um acréscimo de investimento favorável ao consumidor.

· WIP (Work in Process) - Estoques intermediários, ou seja, os produtos semiprontos. São produtos de certa forma padrão, no quais detalhes finais são acrescentados no final e de acordo com a solicitação do cliente. Um exemplo, são as roupas de Benetton, que são feitas todas no modelo branco e somente ganham cores e design após solicitação dos pontos de venda, de acordo com cada pedido.


Conhece mais algum que sentiu falta nesta lista?


Deixe nos comentários, pois ela pode aparecer na lista das 200 expressões de marketing que você precisa conhecer em 2021!

4 visualizações0 comentário